A cultura gastrômica de Areia, Brejo Paraibano

A história da humanidade está intrinsicamente ligada à alimentação e é através da ciência do estudo dos alimentos, do estudo da Gastronomia que podemos descrever a cultura de um povo, compreender atitudes sociais e comportamentais, bem como hábitos que foram evoluindo com o passar das gerações. Portanto, depreende-se que o estudo da Gastronomia é de suma importância sob diversos aspectos, podendo ser, como bem descreveu Freixa e Chaves (2008 p. 19) “tão importante culturalmente quanto os museus, as festas, as danças e os templos religiosos”. Tendo em vista esta relevância e a carência de informações em ciência dos alimentos no Brasil como um todo, este projeto tem por objetivo contribuir com a cultura brasileira e nordestina, mais especificamente com a zona denominada geograficamente por brejo paraibano.Esta região é bastante rica na gastronomia, com pratos bastante peculiares, herdados da mistura da colonização europeia, da presença da cultura Africana e dos povos Indígenas já existentes na região. A concentração deste estudo foi delimitada à região do município rural da cidade de Areia, no estado da Paraíba, situado em região de serra com altitude de 623 metros (IBGE, 2013). A cidade de Areia também recebe influências de outras regiões geográficas, por ser passagem de atravessadores boiadeiros e tropeiros promovendo um fluxo de idas e vindas de produtos e alimentos do litoral ao sertão, fazendo assim uma fusão culinária com ampla representação da gastronomia Brasileira. É Importante relatar que o desenvolvimento desta região é bastante intensificado econômica, cultural e intelectualmente após a criação do primeiro curso da Universidade Federal da Paraíba, que foi o curso de Engenharia Agronômica, onde surgem vários personagens importantes que contribuíram com este cenário. O objetivo deste estudo vai além de registrar e identificar estes personagens que fizeram parte da formação da arte culinária local até a atualidade, mas também é preservar a história da monocultura e da cultura de subsistência do brejo paraibano. Arquitetonicamente reconhecida com o título da cultura nacional, pelos seus inúmeros casarios coloniais a cidade de Areia guarda em seu patrimônio engenhos centenários responsáveis pela produção de cachaça, mel e rapadura, além de uma padaria tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN, com um forno a lenha mantido acesso há 62 anos. O município também é reconhecido por ter o primeiro Teatro do estado que, segundo moradores, foi construído pelos senhores feudais com intenção de receber Dom Pedro I. Apesar de terem suas intenções frustradas, a cidade ficou com o belo presente, que abriga até hoje a apresentação de peças teatrais. Além disso há muitos outros casarios que guardam a história de filhos ilustres como José Américo de Almeida e Pedro Américo. O turismo rural que se desenvolve a cada dia no brejo paraibano deve-se à valorização dessa cultura, aos engenhos de cachaça, mel e rapadura, à produção de doce, ao valor histórico dos casarios coloniais, aos restaurantes regionais e contemporâneos que trazem em suas preparações a identidade culinária da região.

IX FÓRUM CIENTÍFICO

EDUCAÇÃO, CIENCIA E DIVERSIDADE: diálogos multidisciplinaresJorge Guilherme Rodrigues de Medeiros

Publicado por gustavoernandes

Graduado em Gastronomia pela UMESP, Pós Graduado em Gestão Negócios e Serviços em Alimentos e Bebidas pelo Senac, Instrutor Técnico no Instituto Gourmet Brasil, Gestor Negócios na C2C Food Service e Editor do Blog Dom Ernandes Gastronomia, focado em desenvolver e apoiar os negócios em A&B de forma eficiente e rentável, dando a devida atenção ao desperdício de alimentos, sempre com foco em resultados.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: